segunda-feira, setembro 05, 2005

Em homenagem ao caraças

Deixem-me que vos conte a história do caraças. Atenção, não é uma história do caraças. É a história do caraças.

O caraças é grande como o caraças. Pena. Pena, o caraças! Seria pior se fosse pequeno como o caraças. Espera, então mas o caraças não era grande? Como o caraças? Pois.

O caraças é versátil como o caraças. Como só ele sabe. Nunca ninguém o viu, mas sabe-se que é grande e pequeno, forte e fraco, burro e inteligente, claro e escuro, enfim, versátil. Como o caraças.

Mas não só depois de "como o" aparece. Também se diz que fulano de tal (grande amigo de cicrano e, claro está, caraças) é um homofóbico do caraças. O que não deixa de ser estranho já que fulano e cicrano são muitas vezes vistos juntos...

O caraças às vezes é feliz. Como o caraças. E triste. Como o caraças. Às vezes chove como o caraças mas quando não chove como o caraças, é possível que o pinhal arda como o caraças.

O caraças aparece associado às mais variadas coisas. Poder-se-ia dizer até que aparece associado a uma quantidade de coisas variada como o caraças. Por exemplo, "A sério! Deitou sangue e o caraças". Terá sido pus? O caraças é pus? Então mas e quando se diz que "O furação Katrina arrastou carros e o caraças!"? Será que arrastou pus? Talvez não. É confuso. Como o caraças.

É engraçado. Ainda há quem diga que é impossível mudar. Impossível? Impossível o caraças! Vejam lá que é possível nascer-se palavrão e tornar-se numa partícula estranha multi-género que funciona tanto como adjectivo, como substantivo ou até interjeição. Impressionante, caraças! Impressionante caraças...

Muitas vezes, "como o caraças" significa muito. Vezes como o caraças, aliás. "Choveu como o caraças" quer dizer que choveu muito. "O GT TDI anda como o caraças" quer dizer que O GT TDI anda muito (o significado de "andar muito" já é outra história. O caracol também anda muito...). E se andar como o caraças é normal, como anda o caraças?

Eu não quero que este texto seja longo como o caraças e por isso vou parar por aqui. Pois é, o caraças também serve para medir o comprimento subjectivo de um texto. Este texto não é pequenino como o caraças. É médio. Alguns poderão dizer que é grande, mas dificilmente dirão que é grande como o caraças. Porque o caraças é enorme. Como o caraças.

Agora vou tomar os comprimidos.

10 comentários:

TRAlves disse...

Com um caraças... estou sem palavras...

RJT disse...

O que é que o Bush e o caraças têm em comum?
É que o Bush é burro como o caraças.

Nuno Oliveira disse...

Juntando o Miguel Portas com o Paulo Portas ficamos com o Caraças.

Isso explica o grande/pequeno como o caraças.
Que é igual a: és de esquerda como o Miguel. És de direita como o Paulo. Se disseres só o apelido são uma e a mesma coisa.

Estou com aquela sensação de quem acaba de destruir a reputação do caraças ao compará-lo com políticos. Paciência, é um azar do caraças :)

caty disse...

de certo k os comprimidos foram para perceberes o k acabaste de escrever sem trocares as palavras....

RedScout disse...

Convém recordar que o Car Aças (é assim o seu verdadeiro nome) não actua na zona do Porto sendo substituido pelo seu homónimo de apelido Alho.

Sergio disse...

Ora ai está um post do caraças, que possivelmente vai ser comentado como o caraças, vai dar nas vistas como o caraças, mal ou bem falado como o caraças...

Sergio disse...

Há só mais uma coisa, foi uma ideia do caraças, HeroOfTheDay! thanks!!

HeroOfTheDay disse...

O Porky chamou-me a atenção para o facto de que substituindo caraças por merda, todo o argumento continua válido. Eu disse-lhe que isso fica ao gosto de cada um: há quem goste do caraças e há quem goste de merda...

RJT disse...

Eu discordo. Por exemplo, "Tu és bom como a merda!" tem, no mínimo, uma enormíssima carga irónica.

HeroOfTheDay disse...

Queres portanto insinuar que o caraças é bom e a merda não é boa. Hmm, interessante...