segunda-feira, março 21, 2005

Sete monos

Há precisamente um mês fiz o meu último post por estas bandas. Um post por mês não é um grande ritmo, mas é melhor que nada. O post em questão dizia respeito ao 3º hit musical do blog. Por isso, queria aproveitar esta ocasião para vos assegurar de que o 4º hit musical do blog já está na calha. Nomeadamente já tem música e título. Vai-se chamar "Eu comecei uma piada" (só por aqui já devem saber qual é a música...).

Mas este post não é sobre isso:

Está o Sr. Padre, já muito idoso e a ver mal, a dar a missa. De repente, lendo o missal, diz:

- Sete monos.

E as pessoas entreolham-se sem saber muito bem o que fazer. Então, o Sr. Padre, vendo a ineficácia do que havia dito, diz:

- Setenta monos.

Mais uma vez, ninguém percebe. O Padre tenta outra vez:

- Setecentos monos.

Até que um dos acólitos se abeira dele e lhe segreda qualquer coisa ao ouvido. Então, o Sr. Padre diz:

- Sentemo-nos!

46 comentários:

Sofia Bento disse...

A sorte do cavalheiro é que o 3º hit foi bom... veja lá não dê cabo do "I Started a joke..."

TRAlves disse...

Eu demorei um bom bocado a perceber esta piada... estava um bocadinho fora do meu contexto. Isto não é necessariamente mau. Basta ver o meu exemplo do "Servide-os". A cinestética deve estar fora do contexto de muita gente.

Gabriel_MM disse...

Opá, eu gostei. A piada parece-me mais incisiva que o simples trocadilho. Achei giro haver uma relaçao entre "padre velho" e "mono"... Efectivamente, um padre de idade já avançada, jamais poderia ser "stereo", tem mesmo que ser "mono".

Gabriel_MM disse...

7, 70, 700 monos... ele podia estar a contar. E a Igreja podia ser grande (são quase todas, hoje em dia!) e estranhamente muito frequentada. Podia ser dia de venda do ramo, ou estarem a fazer uma sardinhada...

RJT disse...

Mais vale qualidade do que quantidade. Muito boa, sim senhor.

Pedindo desde já desculpa por ter uma cultura musical diferente da de vossas excelências, qual é a música?

TRAlves disse...

Só para dizer que não vai ser o Sr. Day a estragar a música... o Robbie Williams já o fez há muito tempo.

TRAlves disse...

Sr. RJT, no cófi brak eu farei o favor de interpretar o deleite de vossa excelência.

RedScout disse...

Sr. RJT: para te evitar o sofrimento de ouvir o TRAlves no cb ( e provavelmente o meu próprio sofrimento) carrega aqui

HeroOfTheDay disse...

Só agora é que reparei no belo trocadilho, completamente não intencional, do meu post.
Afinal, juntar Faith No More e Padres no mesmo post é obra :)

HeroOfTheDay disse...

Duas coisas:

- antes que a Sofia Bento se irrite, sim eu sei que o original é dos Bee Gees, mas se cantar isto já é complicado, então imitar a voz fininha de um Bee Gee é impossível, para não dizer gay.

- A palavra "comecei" leva cedilha ou não? Está-me a querer parecer que não, mas sem ela a palavra parece desiquilibrar-se, como se lhe fizesse falta o apoio.

Sofia Bento disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
RJT disse...

Eu acho que está a faltar aqui boa música (ainda que mal cantada), por isso esperem por mais um grande exito:
"Não mano, não contes", original de Bob Marley, adaptado por RJT, interpretado pelo Duo Tavares.

Sofia Bento disse...

hmmm... a Sofia Bento está aqui a pensar no que isto vai dar. Há gente que tem cá o sol de uma sorte e é abonado com o sol de uma voz, que a Sofia Bento não se irrita (acho eu).
Além de que, com essa voz, seria um sacrilégio tentar fazer uma voz fininha (além de ser um bocado, mais para o muito, gay).

comecei mas começou

É que o ç entre dois e's (e/i ou i's) "vai para uma cabine de som e transforma-se em" cccccccc, qual Super-Homem da letras...

RedScout disse...

É que o ç entre dois e's (e/i ou i's)

Errado menina Sofia. Não é entre, é antes. O c antes do e ou do i nunca leva cedilha. Tudo o que seja çe e/ou çi é errado.

Sofia Bento disse...

É capaz, até porque estive aqui a tentar arranjar um exemplo e nada. De qualquer forma, errei das duas maneiras é que não é o ç que se transforma em c, mas o contrário, a regra diz que o c se transforma em ç, antes das vogais a, o ou u, para lhe atribuir o som s.
Desculpem ter-vos induzido em erro.

HeroOfTheDay disse...

Eu na verdade estou indeciso entre o "Eu comecei uma piada" e o "Eu sou a auto-estrada". Esta última adapta-se bem melhor à minha voz, embora seja extremamente difícil de cantar. O maior problema é que eu consigo tocar a primeira razoavelmente, quer na guitarra, quer no órgão (o ideal eram duas pessoas, cada uma agarrada ao seu instrumento), enquanto que a segunda tem um acorde F e, como se costuma dizer, "they don't call it the 'F' chord for nothing". Eu esforço-me, mas não consigo que saia tão bem como este magnífico blog exige.

RedScout disse...

Há uma maneira muito simples para não fazeres o F, sobes (ou desces) a música de tom.

RedScout disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
TRAlves disse...

Qual muda de tom! Trabalha-me esses músculos inter-digitais! Fa#, Do#4!

Gabriel_MM disse...

Si7 é o meu favorito!

RedScout disse...

Ou muito m'engano ou Si7 não é um tom no qual possas tocar uma música. Não percebo muito da teoria mas acho que não estou enganado.

lagrymapreta disse...

Uma pessoa está sempre a aprender... Então não é que eu tive o prazer de fazer anatomia 1 com uma nota razoável e o Dr. Bernardes nunca me falou dos músculos interdigitais!
Dos lombricóides, dos interósseos, dos aductores, dos abductores, dos flexores e dos extensores ele falou, agora dos intergigitais nunca! Por isso se fala tanto em negligência médica...
Fechem os olhos com muita força, de seguida abram-nos com muita rapidez e plim! Eles aparecem!

TRAlves disse...

Sr.RedScout, nem eu nem o Sr.Gabriel estávamos a falar de tons das músicas... O Do#4 também não é um tom.
Eu gosto do Si7 porque é assim que começa a "Deixa-me rir" do Jorge Palma.

Já a Sra.Lagrymapreta está fora do contexto. Interdigital (e não intergigital...) é o termo usado em música. Ou não...

RJT disse...

Porque não é só o irmão que defende a Sra. Lagrymapreta...

Sr. TRAlves, a Sra. Lagrymapreta disse bem "interdigitais" da primeira vez, logo a sua correcção é, para além de de desnecessária, de uma má-educação tremenda (sobretudo por causa dessas reticências paternalistas)!
Quanto à sua explicação da gíria musical, tenho a dizer apenas isto: nós já o ouvimos cantar. Você, claramente, não percebe nada de música.

TRAlves disse...

Em primeiro, o que está mal é para ser corrigido. Escusa vir o calaveiro com a sua armadura respandecente em resgate de sua amada, porque neste caso não tem razão.

Em segundo, eu nunca disse que o que eu fiz era música! Quando pedi desculpa pelo que tinha feito não foi só ao que me ouviram. Foi também ao milhares de pessoas que durante séculos se empenharam em desenvolver a arte musical. O Sr.RJT é que parece não saber o que é música, pois passa o tempo a ouvir uns "YO!" ao ritmo de uns batuques.

RJT disse...

Ai ai. Não contente com ter atacado uma das minhas amadas, o Sr. TRAlves tinha que ir atacar a outra...

Primeiro, o senhor está algo confuso. Pela sua descrição, alguém menos esclarecido pode pensar que eu ouço algo do género Fatboy Slim.

Segundo, retirado de um site que não é sobre música (allmusic.com):
Rap music. Even at the beginning of a new millennium, some cultural critics were still calling the phrase an anachronism. But anyone surprised by the ascendance of hip-hop as a commercial and artistic force need only look to the dawn of two other music revolutions, jazz and rock, to find the same types of dismissals and criticisms: "This isn't music, it's just noise"; "There's no melody"; and, best of all, "This music will never be popular."

RJT disse...

Sim, estou a chamar-te atrasado.

RJT disse...

Para não ferir algumas susceptibilidade: atrasado refere-se ao facto de o sr. TRAlves ainda viver na década de 70.

Gabriel_MM disse...

Si7 é muito mais que um acorde. É verdade que não é tom para uma musica (até porque... não é uma tonalidade, e pronto!), mas é... é um estado de espirito. Si7 é a percepção de uma nova realidade. É tipo "electro-clash"... um "bater o pézinho" incontornável, inadiável, insuportável, até! Assim é Si7. E é como começa o "deixa-me rir". Se o tom não for mais grave, como o meu. Ou não...

TRAlves disse...

"Segundo, retirado de um site que não é sobre música (allmusic.com)"... pois não. Como o próprio nome indica, é sobre culinária macrobiótica.

Ai Sr.RJT... hoje nenhum dos seus ataques a este nível me pode afectar. Hoje levantei-me cedo, tomei banho, vesti-me, reparei que a minha barriga começa a ficar do lado de fora das calças, decidi (mais uma vez) que tenho de começar a fazer exercício e, quando vou para sair reparo que estou sem carro (a minha mãe tinha ido fazer umas compras). Voltei para dentro e estive a tocar temas como "A Garota de Ipanema" e os azuis durante muito tempo. Hoje, caro RJT, estou em sintonia com a música.

Fica lá com o Rap, hip-hop, whatever... eu não gosto. Acho que é música pretenciosamente simples.
Eu percebo o jazz, o rock, o samba, os blues, o lounge, o house, o trance e o fado... não percebo o hip-hop.

RJT disse...

É-me completamente indiferente se tu gostas ou não. Desde que respeites. Há muitos estilos musicais dos quais eu não gosto, há alguns que eu odeio (heavy metal, por exemplo), mas nem por isso acho que aquilo não é música.

Agora, o que eu não percebo é que como é tu consegues passar o dia todo a ouvir Fatboy Slim e achas o hip-hop pretenciosamente simples (tenho que confessar que este foi o argumento mais original que eu ouvi em relação ao hip-hop). Olha o que o all-music diz do Norman Cook:
the man behind one of the most popular of the new flock of English "Brit hop" producers, Fatboy Slim.
Acho que consegues adivinhar de onde é que vem a expressão "Brit hop"

Sinceramente, dizeres que não percebes o hip-hop (estavas quase a citar Sam the Kid) é o melhor elogio que podes fazer. Porque qualquer revolução é necessariamente incompreendida por muitos, se não não seria revolução.

TRAlves disse...

No blog das piadas secas não se perde muito tempo a respeitar as coisas... eu respeito, um bocadinho vá lá, mas isto é o blog. Nunca se esqueçam que isto é o blog, o sítio onde os gostos se discutem e onde os factos não dizem nada.

Aquilo era para tu interpretares como um elogio, por isso estás à vontade.

RJT disse...

Acho que estamos a conseguir domesticar o TRAlves... Nos seus bons velhos tempos, eu seria logo insultado. Qualquer dia ainda fazemos dele uma pessoa social.

TRAlves disse...

NÃAAAAAOOO!!!! EU SOU O PORKY!

Eu ainda sou capaz de injuriar e ofender! A sério! Só preciso de mais uma oportunidade!

Oh RJT vai... vai dar uma volta ao bilhar grande!
(Bah! Eu nem sequer sei onde fica o bilhar grande! E se aquilo até é um sítio agradável? Com solinho, uma cocacolinha...)

Eu sei bem de quem é a culpa... puxões de orelha são mais eficazes que terapia de electro-choque.

RJT disse...

Eu já levei alguns puxões de orelhas bem saborosos...

Isto é que é o blog dos bons velhos tempos. Um post com uma piada sobre padres acaba na discussões dos puxões de orelhas com método de terapia comportamental.

lagrymapreta disse...

Obrigado pela defesa Sr. RJT mas esta luta é entre mim e o tralves.
SR. tralves obrigado pela correcção quanto ao termo intergigitais mas realmente foi distracção. Na minha opinião a sua intervenção serviu, apenas, como um passe de misdirection.
O termo usado em música até pode ser interdigital mas não deixa de ser anatomicamente mal aplicado quando associado à palavra músculos. Se tivesse falado no espaço interdigital eu seria a primeira pessoa a fazer-lhe uma vénia em concordância, agora com músculos interdigitais o meu pescoço bloqueia e insiste ficar na vetical.

TRAlves disse...

Pronto... fui procurar o termo anatomicamente correcto atribuído ao músculo que coloca o "oponível" em "dedo oponível".
E a resposta é: Lagrymapreta, vá dar uma volta oa bilhar grande!

lagrymapreta disse...

oa não, ao bilhar grande!

RJT disse...

hehe

RedScout disse...

Oh pa... uma pessoa passa um dia fora a trabalhar e vocês dão-lhe com força a comentar.
Voltando ao Si7... acabei de me lembrar que era o segundo acorde da Marcha Nupcial.

Anónimo disse...

I need a new one, who has had experience of using one of these:

[url=http://www.nurseryvalue.com/][img]http://www.kiddicare.com/wcsstore/ConsumerDirect/images/BrandLogos/Kiddicare.jpg[/img][/url]

Anónimo disse...

[url=http://pobierz-to.com/viewtopic.php?f=10&t=5]pobierz[/url]
[url=http://pobierz-to.com/viewtopic.php?f=13&t=38]dobra strona[/url]
[url=http://pobierz-to.com/viewtopic.php?f=11&t=19]tutaj[/url]
[url=http://www.tucows.com]here too[/url] [url=http://download.cnet.com]here[/url]
http://www.atomic.yoyo.pl/nowotwory/rak-pluc.html
[url=http://pobierz-to.com/viewtopic.php?f=13&t=71]pobierz emule[/url]
http://pobierz-to.com/viewtopic.php?f=16&t=70
http://pobierz-to.com/viewtopic.php?f=16&t=68
http://pobierz-to.com/viewtopic.php?f=16&t=66
http://pobierz-to.com/viewtopic.php?f=16&t=64
http://pobierz-to.com/viewtopic.php?f=16&t=61
http://pobierz-to.com/viewtopic.php?f=16&t=60

Anónimo disse...

[url=http://choroby-psychiczne.eu/halucynacje]halucynacje[/url]
[url=http://choroby-psychiczne.eu/narkolepsja]narkolepsja[/url]
http://www.google.com/
[url=http://choroby-psychiczne.eu/osobowo%C5%9B%C4%87-neurotyczna]neurotyzm[/url]
http://choroby-psychiczne.eu/parali%C5%BC-senny
[url=http://choroby-psychiczne.eu/katapleksja]katapleksja[/url]

http://choroby-psychiczne.eu/halucynacje
http://choroby-psychiczne.eu/narkolepsja
http://www.google.pl/
http://www.en.wikipedia.org/
http://choroby-psychiczne.eu/osobowo%C5%9B%C4%87-neurotyczna
http://www.adobe.com/
http://choroby-psychiczne.eu/parali%C5%BC-senny
http://choroby-psychiczne.eu/katapleksja
[url=http://choroby-psychiczne.eu/]choroby psychiczne[/url]

Anónimo disse...

pretty cool stuff here thank you!!!!!!!

Anónimo disse...

Well that is really interesting, thanks for sharing that!
Best Vacuum
http://smallvacuumcleaners.net/

Anónimo disse...

Hi , I am a freshman. Better had say hi.

Take care and Thankyou

(apologise if the wrong place to post)