segunda-feira, abril 04, 2005

Diz-me quanto tempo duras, dir-te-ei quanto vales

Pessoa - Esta casa é muito cara, mas estas tulipas até são baratas...
Eu - Ah, sim? Quanto?
Pessoa - 5 euros
Eu (em pânico) - 5 euros por uma flor de plástico????
Pessoa - Sim, mas já viste quanto tempo dura?

31 comentários:

RJT disse...

Agora as flores de plástico não servem? Eu gosto de plástico. Estas mulheres são muito esquisitas.

RedScout disse...

É claro que as flores de plástico não prestam. Não tem o aroma, a alma de uma flor verdadeira!

RJT disse...

Há umas flores de plástico muito boas com perfume.

Gabriel_MM disse...

Flores de plástico? Isso ainda se vende? Isso não se adequa aos tempos modernos, consumistas, descartáveis.
Além disso, são prova de uma sociedade racista. Quem vende flores de plástica quer mandar para os ghetos os monhés. E os monhés são pessoas como nós!

Gabriel_MM disse...

P.S. - Espero que o comentário elogioso da menina Sofia não seja para pagar o favor do igualmente elogioso comentário que lhe fiz, no post da "Investigação científica".

Sofia Bento disse...

Os comentários elogiosos não se pagam, sr. gabriel_MM!!!!

TRAlves disse...

De entre as coisas que me intrigam neste amigo Gabriel_Émanéme, há uma que me comicha particulartemente o lóbulo frontal:

Porque é que fazes sempre os posts ao pares? Tenho algumas teorias:

1. O Sr.Gabriel é, como admitiu, um monhé.
2. Quando acaba de fazer o post, um dos seus neurónios fica cansado e decide chamar o outro que acorda e diz: "Olha um blog! Vou comentar."

Gabriel_MM disse...

Sr. TRalves, ainda que pertinentes, as suas teorias carecem de uma validação. De minha parte, não a terá. Eu creio, pelo contrário, que a "paridade" nos meus coments, se deve à minha convicção religiosa (testemunha de jeová). Poderá também advir do facto de eu ser uma pessoa prevenida (e enquanto tal, valho por dois).

Gabriel_MM disse...

(Além disso, é absolutamente mentira que os meus comentários sejam sempre aos pares. No "estudo científico" da menina Sofia, coloquei 3 comentários de seguida.)

zarroba disse...

O que o sr. TRAlves queria dizer não era que metias posts aos pares, era que fazias posts em múltiplos de 1. Era isso mesmo...

Gabriel_MM disse...

Pois, está certo...
Creio que a minha qualidade de "sub-postador" estará a merecer uma despromoção. A menina Sofia já me "colocou no lugar", referindo-se quase-directamente a mim de forma pouco elogiosa, num post. Hum... hum... hum... eu reconheci o desprezo, mas garanto que não comento "a dobrar" para me vingar...

TRAlves disse...

Sr.Gabriel, confesso que esperava mais de si... Até aqui tem resistido bastante bem às provocações, picanços, ofensas, inquisição espanhola (ah! ah! nobody expects the spanish inquisition!) e desprezos como um verdadeiro blossequista. Estava no mau caminho, o caminho que conduz à promoção a postador.

Fomos severamente escaldados com a última promoção, e por isso agora estamos mais cautelosos.

Por isso, Sr.Gabriel, arrebite, espiche, dê o grito do Ipiranga, mas não se acomode.

RJT disse...

Ai ai, a última promoção. Longe de nós sabermos que íamos criar (mais) um monstro. Se nós soubessemos o que sabemos hoje...

Ah, e não se esqueça de tomar este comentário como um elogio.

Gabriel_MM disse...

Aaah, não vos preocupeides!

TRAlves disse...

Preocupar-não-me-ei-de.

Gabriel_MM disse...

E vou dizer mais em defesa da minha honra (e para manter a "paridade" dos meus comentários): em muitas (muitas mesmo) centenas de cartas de Magic, 80% são brancas. Jogo com 3 baralhos diferentes, 2 dos quais exclusivamente brancos. Creio que isso diz muito das minhas qualidades morais (eheheh... e não uso o "Armagedon", fiquem descansados!). Ou não...

Gabriel_MM disse...

... e por falar nisso, saíu-me na semana passada uma carta preta raríssima, preciosíssima: o Vampiro de Mephidross! Infelizmente, ainda não consegui criar qualquer piada a seu respeito... queria rivalizar com a do Tutor... mas estou próximo de concluir uma sobre o "ritual sombrio". Mas tenho uma enorme dúvida: vale fazer piadas com cartas que já foram banidas?

TRAlves disse...

Estou fora do contexto dessa piada, mas acredito que ter assim tantas cartas brancas deve estar ao mesmo nível de velhacaria de andar a roubar bengalas a invisuais.

Cartas brancas? Faz sentido... já há algum tempo que desconfio que o Sr.Gabriel não jogava com o baralho todo.

TRAlves disse...

"vale fazer piadas com cartas que já foram banidas?"
acho que sim. Da mesma forma que ainda vale fazer piadas sobre o Santana Lopes.

RJT disse...

O ritual sombrio foi banido? Era tão divertido por uma criatura 5/5 logo no primeir turno...

Nunca gostei de baralhos brancos. Ficar com centenas de pontos de vida parece-me um bocado apaneleirado. O baralho mais divertido que fiz era um baralho de goblins: ao terceiro turno já tinha 10 criaturas. Não se dava era muito bem com tremores...

Sofia Bento disse...

Diziam-me que fui das primeiras pessoas a ter um baralho vermelho, em Coimbra. Acho que isso também diz algo sobre mim :)
Lá está atirado para um canto, há muito muito tempo... Também fazia colecção de Vampiros de Sengir, arranjaram-me imensos, várias línguas e várias séries, tenho 96. Isto também deve dizer algo sobre mim :)
--

Estou francamente emocionada connvosco. Por causa daquilo da última promoção. Muito obrigada. Com um elogio destes, uma pessoa até fica sem jeito :-$

Ultimamente, eu sei, tenho andado pouco empenhada, mas tentarei esforçar-me mais.

TRAlves disse...

Eu tenho vários baralhos. Todos eles metade vermelhos e metade pretos. Cheguei a ter 4 Áses e uma manilha de espadas...

RJT disse...

Eu fazia mesmo colecção de goblins. Eram criaturas irritantes, mas ao mesmo tempo amorosas. Adorava a bomba goblin, o rei dos goblins (por não ser lenda, podia ter vários na mesa ao mesmo tempo), e a grande granada goblin (5 de dano por um de mana, impossível bater isto).

Também tinha 3 tutores vampíricos para um baralho verde/preto que eu tinha. Aquelas criaturas verdes enormes morriam imensas vezes, mas voltavam sempre à mesa.

Bons tempos... O Magic era um jogo fantástico, se não fosse tão caro.

Sofia Bento disse...

Durou pouco, felizmente. Pelo menos comigo. Os Vampiros foram sendo arranjados por amigos e conhecidos que achavam estranho eu gostar de tal carta, ainda por cima sem valor. Por isso guardo-os com bastante carinho. Podem vê-los aqui.

RedScout disse...

Quanto a isso de baralhos lembro-me de uma vez em que eu estava a jogar com o nosso italiano penso que contra o zarroba e não sei quem era o outro. O HeroOfTheDay conseguiu ter as 10 copas...

RedScout disse...

Por falar em baralhos... já há muito tempo que não temos uma das nossas sessões de sueca.

Gabriel_MM disse...

Jogar com vermelho é demasiado fácil, é pouco requintado!
Eu tenho um baralho ranhoso, vermelho e azul. Mete-me muito nojo, pelo que jogo poucas vezes com ele. Mas ganha sempre.
Quase sem criaturas, mas com dano directo de todas as formas e feitios. Até as criaturas que tenho, é só por causa do dano directo. Umas coisitas azuis para uma defesa muito "generalista", e está feito. Que aborrecido...

Gabriel_MM disse...

E para completar a minha dualidade comentarística, digo-vos que 1 dos meus baralhos brancos sería uma surpresa para vós, onde consigo, com 7 de mana, ter uma criatura... sei lá, tipo...18/14, que obriga a descartar, com vinculo espiritual, atropelar, que não é virada para atacar, e que é indestrutível. Parece-vos bem? Não é suposto ter destas coisas numa criatura branca "apetrechada", pois não?

HeroOfTheDay disse...

Quem são vocês e o que é que fizeram aos membros deste blog?

Sofia Bento disse...

Ora, somos extraterrestres e preparamo-nos para invadir a terra. Por isso invadimos as mentes dos membros deste blog. Pareceu-nos a melhor forma de invadir a terra, pelo seu espírito aguerrido.

RedScout disse...

Parece que isto tem a ver com uns baralhos de cartas de uns mágicos quaisquer, talvez o David Cooperfield (mas não o do Charles Dickens) ou o Luís de Matos.