quarta-feira, abril 27, 2005

Jornalismo Seco

Queria fazer uma homenagem a esse ramo do sequismo em forte expansão que é o Jornalismo Seco, que, qual Vitor Fonseca e Macramê, se confunde com o Jornalismo Desportivo. A propósito de um único jogo, eis alguns títulos do Jornal "Record" de 24 de Abril:

"Venha lá um recorde brioso"

"Boa lição do professor e faltou joelho de Liedson" (aliás, esta frase devia ser estudada nas aulas de português)


"Habemus" líder com Roma em festa



Ondas de Moutinho num mar tão calmo


e, o meu favorito:

"Em Roma sê Pedro I"


Este último é absolutamente genial, estando mesmo ao nível de um Gabriel Alves.

7 comentários:

TRAlves disse...

Existe jornalismo não-seco?

Sofia Bento disse...

Eu sempre gostei dos colegas do Desporto. por isso vou continuar a convencer-me que estes exemplos não são característicos desse tipo de jornalismo (embora concorde com o sequismo que prolifera).

Sofia Bento disse...

Claro que existe... O sr. TRAlves volte lá àquela parte da matéria sobre as características do sequismo nas diferentes àreas da vida... Revisão de matéria...

RedScout disse...

Capa d'A Bola de hoje:
"Eternos rivais só pensam numa coisa GANHAR GANHAR GANHAR (...)"
Mas não é para isso que todos os fins de semana entram em campo 18 equipas da Superliga?

RJT disse...

Não, RedScout. Basta perguntares ao Petit. Só o Benfica é que entra em campo para ganhar. Quando os adversários também o fazem é muito estranho...

HeroOfTheDay disse...

lol

Gabriel_MM disse...

"Eternos rivais só pensam numa coisa GANHAR GANHAR GANHAR"... hum... eu já bebi um fino (uma mini, melhor dizendo), mas... pareceu-me ter feito uma contagem diferente. UMA coisa? Eu contei 3! Ainda por cima, iguais. Deve ser mesmo da mini (já é muita areia para a minha camionete!)...