terça-feira, julho 26, 2005

Sequismo Público

Fui eu hoje à Segurança Social pedir o Cartão Europeu de Seguro de Doença, e diz-me a senhora que me estava a atender:
-Vai viajar para onde?
-França, Bélgica e Holanda.
-Tem muito bom gosto. E não vai a Budapeste?
-Não.
-Bem, eu ia só perguntar se vai a Buda, porque a Peste está lá a chegar

15 comentários:

zarroba disse...

Tiveste azar em não estar nenhum castigador da parvoíce por perto....

Sofia Bento disse...

Não é muito credível... O Sr. RJT diz três países e perguntam-lhe se não vai a uma cidade, e que ainda por cima nem sequer fica num deles?
ah, esperem, estamos a falar de um funcionário público?
(desculpem, eu ando traumatizada com esta espécie, não sei quanto tempo mais conseguirei aguentar...)

RJT disse...

Cara Sofia, penso que a razão de ir buscar este exemplo foi mesmo fazer a piadinha.

De resto, não tenho muitas queixas em relação a esta funcionária pública em particular: foi extremamente simpática e, até ver, competente. Mas amanhã há mais, posso mudar de opinião.

TRAlves disse...

É impressão minha, ou ela estava a chamar-te de peste?? Mas que raio de confiança é esta?

Em todo o caso, gostei do humor da Sra.Funcionária. Tiveste sorte em não calhar com outro tipo de funcionárias públicas (daquelas que trabalham em escolas e assim) que não conseguem ver uma boa piada nem que sejam atropeladas por uma.

Já agora, eu já fui ao Buda (ao palácio dele). Não havia lá nenhuma peste.

Sofia Bento disse...

uma sra funcionária com humor? wow :)

RJT disse...

Eu compreendo. Naquelas estradas com duas vias, vai uma pessoa a atravessar a passadeira e a piada da faixa da direita pára, mas a piada da esquerda não. A pessoa nem a vê e é atropelada. E depois, claro está, morre a rir!

Gabriel_MM disse...

Funcionaria pública simpática? E competente? E com sentido de humor? Eih, mas vocês pensam que eu sou parvo ou quê? E já agora, não teria uns 25 anos, muito boazona, morena, decote generoso e olhos arrebatadores? E não dobrou o canto do impresso e colocou lá o número de telefone dela, com a anotação "queres beber uma bohémia em minha casa?", por acaso?

RJT disse...

Não, caro Gabriel. E ainda bem, se fosse acho que seria espancado à saída do edifício.

lagrymapreta disse...

Senhor RJT! Se bem me lembro, eu acompanhei-o nessa jornada, e não tenho qualquer recordação desse diálogo...
E que tal, em vez de irmos de férias, fazermos uma visitinha ao Lorvão (só para ver as condições, sem compromisso)?

RJT disse...

Lagrymapreta, amori, fui googlar por Lorvão e continuo a não perceber o teu comentário.
A única coisa que descobri foi que Lorvão "Possui uma boa estação dos correios, uma agência bancária, uma boa sede da Junta de Freguesia, vários e bons cafés, restaurantes, farmácia, casas de móveis, modernas fábricas de palitos, mini-mercados, talhos, oficinas mecânicas, fábricas de produtos de alumínios, serrações de madeiras, casas de materiais de construção, discoteca, sociedades de construção civil e tipografias. No seu Mosteiro está sediado um hospital psiquiátrico tendo ali internados em tratamento"... Espera aí... Fábricas de palitos? Andas a meter-me os palitos?!?!?!?!?!?!

RJT disse...

Já agora, o diálogo que eu apresentei aconteceu de facto, não estando a senhora Lagrymapreta presente aquando da sua ocorrência.

Ah, e a Filarmónica Boa Vontade Lorvanense - Uma das melhores bandas de música do distrito -, foi fundada no dia l de Agosto de 1920.

RedScout disse...

Lorvão? Acho que já ouvi falar nisso.
Esperem... não, não ouvi... apenas li numa placa numa das saídas do IP3.

Coutinho77 disse...

Primeira visita ao teu blog e que impacto... hehe
As funcionárias públicas são o que são mas aposto que esta era loira!
Abraço!

caty disse...

ultimamente têm aparecido aki uns posts.... vamos lá ver se a coisa se compoe.... hj choveu e tal..... pode ser k sim....

Anónimo disse...

isto nem seca é. simplesmente não é