sexta-feira, junho 02, 2006

Hoje é dia de aniversário de um certo e determinado senhor que tanto quanto se sabe é vermelho pelo que aqui fica um post para docentes e discentes po

derem dizer de sua justiça.

20 comentários:

TRAlves disse...

Parabéns, RedScout!

Aproveito para felicitar outras pessoas que fazem anos neste dia.

O que é que pagas?

Sofia Bento disse...

Muitos parabéns!

RJLouro disse...

Epá, não sabia deste acontecimento.. Muitos parabéns!

RedScout disse...

Então e onde é que estão os comments a dizer mal de mim?

zarroba disse...

Pronto eu como vão atrasados digo mal de ti: és um batoteiro na sueca - por falar nisso, qualquer dia temos de organizar um torneiozito. Então tótil bués de parabéns para a tua pessoa.

RJT disse...

É pá, os meus parabéns vêm um bocado atrasados... (não tenho vindo ao blog - mea culpa)

Parabéns!

Já agora, parabéns também ao teu lado azul pela decisão recente da Liga.

RedScout disse...

Estás a dar-me os parabéns porque o clube do qual eu sou adepto não jogou um [pénis] durante o campeonato e agora lá tiveram a sorte dos gajos do Gil Vicente serem burros e não cumprirem os regulamentos?
Se de facto o Belenenses ficar na I Liga, há que agradecer à justiça, que parece que funciona.

HeroOfTheDay disse...

Muito mais justo que permanecer o Belenenses era subir o 3º classificado da Liga de Honra, o Leixões. Mas mais justo mesmo era o Gil Vicente manter-se. Dentro do campo mereceram e as decisões na Secretaria são algo que não devia existir. Atirar uma época por água abaixo por causa de um jogador não se faz. Por muita culpa que o Gil tenha nisso, não se faz. Andaram a jogar 34 jogos pra quê?

Se eu fosse adepto do Gil, a esta hora estaria a organizar manifestações, hacks a sites web e quiçá ataques com balões de água e pistolas de fulminantes. Mas se eu fosse adepto do Gil, seria provavelmente de Barcelos e gostaria muito desse ícone incontornável da cultura Portuguesa que é o Galo de Barcelos, o que não é manifestamente o caso.

Já agora, dois dados curiosos:

6 de Janeiro de 2006, 19:15, Estádio do Restelo: Belenenses - 0 Gil Vicente - 2

7 de Maio de 2006, 18:30, Estádio Cidade de Barcelos: Gil Vicente - 1 Belenenses - 0

O Belenenses não foi capaz de marcar um golo ao Gil, não foi capaz de conquistar qualquer ponto nos 2 jogos, jogos em que o Mateus nem sequer jogou e agora, na 35ª jornada, decide atacar desta forma. É caso para dizer:

Joguem à bola, palhaços!

Ass: um indignado adepto de outro clube que fez o favor de enviar o Belenenses para a 2ª e agora não se conforma com esta decisão estúpida.

Sofia Bento disse...

Esperem, deixem-me ver se eu percebo: o Gil Vicente desceu porque não cumpriu os regulamentos e há gente indignada porque acha injusta essa descida?

Estranho!... Ah, esperem, estamos em Portugal!

RedScout disse...

Aí está menina Sofia... Estamos em Portugal. Eu sou adepto do Belenenses e, como já disse num comment anterior, acho que eles não jogaram nada a época toda. No entanto, se os regulamentos existem são para cumprir e quem não cumpre, deve ser castigado. Não foi só o Belenenses a fazer queixa. Também Académica e Setubal o fizeram. Se se fala mais no Belensense é porque o Belenenses é o principal beneficiado caso o Gil desça de divisão.
Claro que como estamos em Portugal muita gente acha estranho que se tentem fazer cumprir os regulamentos...

HeroOfTheDay disse...

Se os regulamentos fossem sempre cumpridos já praticamente todos os clubes tinham descido de divisão, incluindo o Belenenses e o Setúbal, por salários em atraso ou o Benfica por várias razões. O que se passa aqui é que os regulamentos só são aplicados quando beneficiam os mais poderosos/populares, como é manifestamente o caso do Belenenses em relação ao Gil Viente. Foi por isso que o Benfica nunca desceu também.

E o discurso de que isto só se passa em Portugal é um cliché irritante, é um discurso de coitadinho que cheira a mofo.
Em Itália, por exemplo, por ter havido corrupção em 1 JOGO, o pequeno Génova desceu DUAS divisões, foi parar à Série C1. Agora, em relação à Juve, que está provado que manipulou inúmeros jogos, controla inúmeros jogadores, mais de metade dos clubes da Série A e alguns da Série B, fala-se que poderá descer à Série B, talvez... A diferença de tratamento é de proporções gigantescas. Se por um jogo, o Génova desce duas divisões, a Juve tinha de ser extinguida, ser obrigada a vender os jogadores todos de borla, etc., etc....

Os regulamentos, no futebol e não só, em Portugal e em todo o lado, são instrumentos que em teoria se devem aplicar a todos, em todas as alturas, e em todos os casos, mas na prática são muito mais fáceis de aplicar aos fraquinhos do que aos fortes. No fundo são instrumentos ao serviço dos fortes.

Esta alínea do regulamento em particular, é absolutamente ridícula e só torna o caso ainda mais dramático. Pode-se fazer 30 por uma linha que raramente acontece alguma coisa de mal, na História praticamente a ninguém foram tirados pontos na secretaria sequer. Mas por recorrer a um tribunal civil desce-se de divisão! É preciso ter muito cuidado quando se recorre aos tribunais. Em vez de ser feita justiça, pode acontecer um cataclismo, como foi um caso. Tudo para poder contar com um jovem jogador, que era amador e que queria ser profissional, coisa que os regulamentos, outra vez, noutra alínea mirabolante, não permitem nestas circunstâncias.

E assim ficamos na 1ª divisão com um clube mais poderoso e popular, um histórico do futebol Português, que decidiu explorar os regulamentos em seu benefício. Porque no campo não foi capaz de ser melhor que os outros.

Tenho muita pena do Gil por causa disto e acho eticamente reprovável a atitude do Belenenses. Só tinham de aceitar e seguir em frente. Isto não tem nada a ver com o Desporto, que devia ser a coisa mais importante em toda a história.

Sofia Bento disse...

Pois, acredito. Mas o facto de uns não cumprirem o regulamento não desculpa o facto dos outros não cumprirem.
Se a lei está mal, mude-se a lei. Se ela existe, que se cumpra.
Não tenho um conhecimento profundo desta questão, mas faz-me lembrar a história do gajo que fez uma bela corrida e chegou em segundo e do gajo que fez uma corrida não tão bela, mas chegou em primeiro. Enlace!
É a história do "coitadinhos eles jogam tão bem, não mereciam isto"
Não sei se é um problema só de Portugal, mas não é certamente de todos os países.
Quando eu estive na Suécia, a Universidade passou-me um vale que eu deveria receber em dinheiro. Quando o fui levantar a senhora pediu-me o passaporte, quando eu tinha apenas o BI, a pessoa que estava comigo, sueco, nem adiantou nada, não fez choradinho, não disse "faça lá o jeitinho" porque sabia que não valia de nada.
Se outros clubes há que não cumpriram os regulamentos, deveriam-no ter feito, e não o fazendo quem de direito deveria providenciar para que o cumprissem. Ou fizessem os outros queixa também.

Se temos pena que o Gil Vicente tenha descido? Pois claro que temos.
Se é injusto? Claro que não é injusto. Injusto é outros clubes não terem descido pelas mesma razões, isso é que é injusto.
Esta coisa de os fazer de coitadinhos para os desculpar é que é execrável neste país.

Não se muda os regulamentos, mas:
Quer dizer clubes não cumprem e não lhes acontece nada, ok
Quando clubes que não cumprem são castigados é uma injustiça!
Pois assim não vamos lá, não...

HeroOfTheDay disse...

Arranjo-te N exemplos de cunhas, subornos e afins em países considerados muito mais evoluídos que nós.

Dizer que na Suécia isso não acontece por causa de UM caso que te aconteceu a ti, enfim... Quanto a mim, vocês não souberam foi convencer a pessoa...

Posso contar três que me aconteceram a mim pessoalmente, se considerares que tanto a Itália como a Alemanha como a Suécia são países mais evoluídos que nós:

- Roma, Itália, Outubro 2005: o meu carro foi rebocado e no dia a seguir fui buscá-lo ao depósito ao pé do Estádio Olímpico. Acontece que a Roma estava a jogar e eu queria ir ver o jogo. O homem telefonou a uns agentes que tinham que vir libertar o carro e eles chegavam a meio do jogo, hora a que eu devia estar lá. Quando eu lhe disse que queria ver o jogo, ele voltou a telefonar aos agentes colegas a dizer que eu tinha ido para o hotel e que só vinha mais tarde. Segundo ele, parecia mal dizer que eu tinha ido ao futebol. Toda a mentira foi ideia dele, nem precisei de fazer nada. Até tive direito a estacionamento grátis, dentro do depósito. Ah, e tenho umas 10 multas por pagar, que nunca pagarei porque eles não sabem onde eu moro. Isto é em Roma, imagina em Nápoles e na Sicília.

- Lund, Suécia, Agosto 2004: na Suécia é proibido vender álcool "normalmente". Todo o álcool, para estar sobre o controlo do Governo e sofrer impostos que o tornam mais caro, é vendido nas "Systembolaget". Por isso, especialmente no Sul da Suécia, e porque há uma ponte que liga a Suécia à Dinamarca por via terrestre, é vulgar fazerem-se excursões à Alemanha para comprar cerveja em quantidades industriais. O grupo com que eu estava fez uma dessas para termos cerveja para os 15 dias. Como estás no Espaço de Shenghen não há qualquer controlo e acabas por ter álcool barato na Suécia. A ganza é ainda mais fácil de arranjar. E se quiseres ver os cachimbos de água com as pedrinhas em cima e tudo, tenho fotos (do mesmo grupo das das lésbicas...).

- No comboio entre Varsóvia, na Polónia e Berlim, na Alemanha. Agosto 2005: O meu bilhete de Interrail foi roubado em Praga, na Rep. Checa, e tive de comprar outro lá. O meu bilhete novo estava em Checo (ainda o tenho), que é uma língua muito estranha e que fora da Rep. Checa é dificil encontrar quem conheça. O tipo que me vendeu o bilhete esqueceu-se de me dar uns cupões que é suposto acompanharem o bilhete. Entre os revisores, há quem ligue a isso e há quem não ligue. Fui de Praga a Cracóvia sem problemas. Fui de Cracóvia a Varsóvia sem problemas. No comboio entre Varsóvia e Berlim, ainda na Polónia, apanhei duas revisoras estúpidas que diziam que o meu bilhete não era válido porque faltavam os cupões. Disseram que eu tinha de pagar 15 Euros para seguir viagem. Eu recusei-me e disse para elas chamarem a polícia à vontade. Disseram que eu tinha de sair do comboio antes de chegarmos à Alemanha, em Poznan. Eu não saí, não me apeteceu. Na fronteira, saíram as revisoras polacas e entraram os alemães. Olharam para o meu bilhete e disseram que estava tudo em ordem. A partir daí cheguei a Berlim sem problemas. Criaram-me mais dificuldades no país supostamente menos desenvolvido que no outro.

O que me faz confusão com o discurso do "Ah, isto é Portugal", "Ah, isto só em Portugal" é que generaliza de uma maneira muito idiota. Há pessoas fáceis de manipular e corromper, convencer a facilitar-nos a vida, em todo o lado, na América, na Suécia, no Japão, onde quiseres. Dizer que os regulamentos não se cumprem só em Portugal, ou que só em Portugal é que as pessoas se queixam quando os regulamentos são aplicados numas situações e noutras não, é completamente errado.

É claro que é injusto que o Gil tenha descido. Precisamente porque outros em situações bem piores e a envolver muito mais pessoas não desceram. E se é óbvio que pelos regulamentos eles tinham de descer (como tantos outros, repito), também é óbvio que o Belenenses aproveitou os regulamentos para resolver algo que no campo não conseguiu resolver.

Sofia Bento disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Sofia Bento disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Sofia Bento disse...

Não li todos os exemplos.
Não acho, nesta questão, que seja comparável a Itália ou a Alemanha à Suécia.
Conheço duas pessoas que vivem na Suécia há mais de três anos e a opinião delas é que os Suecos vivem de acordo com as regras e têm orgulho nisso. Foi até isto que me levou a dar como exemplo o meu exemplo.
Mas estou e estava a falar de adultos e não de loucuras da juventude :P

o que estás a dizer é que o mau comportamento de uns justifica o mau comportamento de outros.
Ambos sabemos que a não aplicação de uma sanção a um mau comportamento promove esse mau comportamento.
É por isso que as sanções existem.
As sanções não foram criadas para castigar as pessoas per si só, pelo puro prazer de castigar.
As sanções existem como um elemento dissuasor de um mau comportamento.

Isto é, basicamente, uma inversão de valores (muito habitual na comunicação social, diga-se).
Reparem, O Gil Vicente não cumpriu o regulamento, foi castigado por isso e é o herói da história, o bom da fita, o desgraçado, o coitadinho, o injustiçado.
Hello?
O GV não cumpriu o regulamento. Lembram-se?

Também não vivemos numa ditadura, se um regulamento é considerado mal pela maior parte das pessoas interessadas, então ele será mudado.
E as pessoas podem recorrer e queixar-se. Acho até que foi o caso aqui.
O problema é que esta gente só se queixa e só se mexe quando lhe caiem as coisas em cima.
É como aquele aluno que durante o ano não se preocupa e quando chega ao exame e chumba, diz que a culpa é do "prof que meteu matéria que não estava no livro"

Agora deixa-me ser irónica:
O que eu disse é que em POrtugal há muita coisa que não se cumpre. Ah espera, mas há outros países em que não cumprem também.
Bom, assim então está tudo bem.

Sofia Bento disse...

Ah e que fique registado em acta que eu não dei cabo de nada!

RedScout disse...

Essa ideia do "não pago" e "não souberam foi convencer a pessoa" é mais uma do tipicamente português.
Estava eu em Fátima no dia 26 de Março num encontro nacional de escuteiros. Houve uma altura (+- entre as 10h e as 13h) em que foi fechado o acesso à Basilica e eu estava num dos pontos de acesso a impedir a passagem das pessoas. Várias pessoas tentaram passar por lá, entre portugueses e espanhóis e um casal que arranhava o inglês e parecia de leste. A maioria dos portugueses quando eu dizia que não podiam passar vinha sempre com a conversa de "é so para levar umas flores aos pastorinhos" e "oh mas deixe lá passar" e coisas assim parecidas. Os espanhóis (e o outro casal) apenas perguntavam a que horas poderiam então ver e iam à sua vida, para voltar certamente mais tarde.

PS: RJT pra próxima não falas no Belenenses...

PS2: Este comment ja estava escrito desde ontem mas como alguém deu cao do blogger... ou não...

HeroOfTheDay disse...

Essa ideia do "não pago" e "não souberam foi convencer a pessoa" é mais uma do tipicamente português.

Ai é? Eu sinceramente não tenho nada essa ideia dos Portugueses. Acho até que grande parte não tem coragem para dizer "Não pago" na cara de uma pessoa e raramente tem lábia para "convencer" a pessoa. O que eu acho é que o "não pago" e o "não souberam convencer a pessoa" são tipicamente humanos ou pelo menos deviam ser, pelo menos dos espertos :)

De qualquer forma, eu não acho que seja tipicamente Português...

O que é sem dúvida tipicamente Português, é daquelas coisas que de fora se vê MUITO BEM, é o discurso do país nº1 no ranking da baixa auto-estima: "isto só acontece em Portugal", "somos os piores do mundo", "como é em Portugal, é normal". Opah, calem-se com isso. É óbvio que somos maus em muitas coisas, mas somos tão bons noutras. A Suécia é uma seca! Os autocarros chegam sempre a horas, qual é a piada disso??

Sofia Bento disse...

É óbvio que somos maus em muitas coisas, mas somos tão bons noutras.

Oh, afinal isso são saudades do país! 'tadinho
(Agora até fiquei envergonhada de ter sido tão dura)