sexta-feira, maio 12, 2006

um gajo saber cantar as letras das músicas do Jorge Palma NÃO é gay, mas um gajo saber e cantar as letras das músicas dos Toranja é um bocado...

Ontem fui ao Parque. Acredito que grande parte dos presentes no Parque nunca tenha ido, nem nunca irá ao Parque e como consequência nunca experienciará esse farol das noites da Queima que era o Coreto e que funcionava como um sistema de gestão de grupos. O que é de facto uma perda irreparável.
A regra era se nos perdermos, vamos ter ao coreto ou separamo-nos, cada um vai à sua vidinha e de x em x horas encontramo-nos no coreto (se bem que esta última era mais complicada de realizar, tendo em conta que a partir de certa altura se tornava difícil de contar o tempo ou contar qualquer outra coisa, diga-se)
A questão é que esta era a regra de TODA a gente. O inexplicável é que funcionava. Suponho que haja explicações histórico-místico-religiosas para o facto, mas ainda não investiguei o suficiente.

E passada esta pequena introdução histórico-nostálgico-saudosista, oferece-se-me dizer algo sobre o concerto dos aclamados Tangerina, perdão, Toranja, que me chocou profundamente (para além do tempo que nos fizeram esperar pelo Jorge Palma, obviamente).
A meio do concerto, o vocalista dos Toranja dirige-se ao público e pede ajuda.
Caríssimos, um pedido de ajuda deve ser sempre considerado. Pessoas há, que acreditam dever carregar o mundo nos ombros sozinhas e consideram um pedido de ajuda uma fraqueza, mas digo-vos que um pedido de ajuda é, antes demais e por isso mesmo, um acto de uma enorme coragem.

Mas neste caso - e perdoem-me a vulgaridade da expressão -, bolas! Então o homem foi pago pelo seu profissionalismo para estar ali a desempenhar uma função e não consegue fazer o serviço sozinho?
Se eu soubesse cantar, era cantora, não era espectadora!
O moço lá deve ter percebido a audácia, começando a justificar-se em catadupa. Primeiro começou por dizer que a música era triste e que precisava do público para a tornar alegre - quanto a isto vou abster-me de comentar. Depois, que se ele estivesse sozinho a ver o nascer do sol, que o via sozinho, mas se estivésssemos juntos, que o víamos todos (fiquei atónita ante o poder de observação). E aqui resolveu arranjar a metáfora do quarto, para imaginarmos que estavamos todos juntos num quarto - por esta altura eu comecei a entrar em pânico, mas ainda consciente para me interrogar como é se vê de um quarto o nascer do sol. O vocalista leu os meus pensamentos e acrescentou à imagem uma janela, uma grande janela. E eu concordo, porque para a quantidade de gente que estava, só mesmo uma janela MUITO grande.

Por último, eu gostaria muito que os cantores guardassem no recato dos seus corações as suas intimidades. Que lhe perguntassem se já estava recuperado do pé que partiu há um ano e ele respondesse, ainda vá, mas dar pormenores íntimos, como ter partido o dedo mindinho do pé, parece-me abusivo, e por momentos fui, até, tomada de um terror de que viéssemos a saber em que circunstâncias tal acidente se deu.

Faço ainda a salvaguarda de dizer que se o moço tivesse cantado em vez de berrado, a voz teria saído engrandecida e nós teríamos ficado, se não gratos, pelo menos não em estado de choque.

Depois o Jorge Palma subiu ao palco e voltámos a ter uma noite de Queima.

ou não.

29 comentários:

Anónimo disse...

Eu cá gostei dos Toranja... e depois de os ter visto pela 1a vez naquele palco, numa noite de domingo, vai para 4 aninhos, fazendo a 1a parte de Palma, deu-me um gozo ver como se tinham modificado com o tempo...são menos putos.
cLaro que ia dando um soco a uma garina de piscicologia, vestida de popstar, a berrar pelo Ricky (aka... Dodi)... mas pronto. A minha puta da loucura é menor que a dela... e a buba também!!

Palma foi... APENAS um dos melhores concertos que lhe vi-e com os Demitidos, já lá vão uns quantos, foi decerto o melhor...

Perspectivas diferentes... se andassemos todos de amarelo a coisa perdia a piada...

Pendulo

Anónimo disse...

ah... e sobre o Parque... pois, ainda sou do tempo em que a Queima se realizava no Parque, com um grande palco em frente ao coreto (o local mais cofuso, onde toda a gente marcava para se encontrar)... ainda aí vi Trovante, GNR, e mais uns quantos velhinhos... e era giro no final da noite ver os mais ageis a fazer meninos (literalmente) em cima dos ramos das árvores!!! ahhhhhh sauuuuudadeeeee!!!!

Depois o palco principal passou para o agora parque de estacionamento e era fantástico, era mesmo uma emoção ver os meus 65 kgs a flutuarem na confusão da rampa, na descida para os espectaculos ou na subida no final dos mesmos...

Agora o Queimodromo... em terras do Japão... felizmente já não acontecem os precalços dos 2 1ºs anos...em que a malta saia com lama até à cintura!!!!!

Infelizmente... há poucas àrvores para ver o acoplanço... e não há relva para a malta se rebolar...

saudades dos velhos tempos... do Parque Parque...

Pêndulo

louisjones61474436 disse...

Get any Desired College Degree, In less then 2 weeks.

Call this number now 24 hours a day 7 days a week (413) 208-3069

Get these Degrees NOW!!!

"BA", "BSc", "MA", "MSc", "MBA", "PHD",

Get everything within 2 weeks.
100% verifiable, this is a real deal

Act now you owe it to your future.

(413) 208-3069 call now 24 hours a day, 7 days a week.

Cátia Teixeira disse...

SECA!

TRAlves disse...

Os dedos mindinhos servem para encontrar móveis no escuro.

Eu quero um degree!

Anónimo disse...

LOL

eu por acaso até gostei deste ponto de vista, a sério q gostei, fez-me pensar q realmente há quem n tenha uma grande visão das coisas, deu-me a entender de q há pessoas q n entendem q um concerto n é feito só para dar música e passar o resto do tempo calado.

antes comparavam toranja a jorge palma. alguns riam-se... outros apoiavam mas n sabiam mto bem pq, simplesmente achavam giro.

outra piada tb, seca, provavelmente, é a falta de visão para quem n entendeu o porque dessa expressão "ver o sol nascer". Sempre podias fazer uma dissertação sobre o Sol, podia ser q soubesses que o sol nasce, passa umas horitas a olhar para nós e dps fica escuro.. lol

mas qdo fores cantora, spe podes fazer um espectáculo sozinha, principalmente numa queima. E tenta cantar melhor q ele tb.

fica bem, sim? gostos destes argumentos de quem n sabe bem o q dizer e diz tudo isso só para tentar ter...

... piada.

Sofia Bento disse...

sr ou sra Anonymous eu prefiro a perspectiva do sr Pêndulo: ainda bem que não andamos todos de amarelo.
Lamento que pense o contrário.
É sempre complicado tentar fazer um textito sobre um grupo com tantos fãs e com este tipo de fãs.
Caso não se tenha apercebido, o Palma deu música e NÃO passou o resto do tempo calado... é apenas um exemplo.
Assim como assim, o sol nascer não me fez confusão, o que me irritou verdadeiramente foi a adulteração do sentido da música. É uma música triste e preciso de vocês para a tornar alegre. Será que o jovem pensou que as pessoas gostavam da música exactamente por ela ser triste? Entre a metáfora despropositada e etc...
Os Toranja nem são maus no panorama nacional, já aquele concerto foi, na minha opinião, claro.
Aproveito para lamentar o facto de me aperceber que o sr ou menina Anonymous parece acreditar que um concerto faz uma banda. Melhores dias virão, deixe lá...
Talvez o sr ou a sra Anonymous devesse ler novamente o meu texto: não sou cantora. Mas tem razão, o cavalheiro berrava bem...
Claro que fico bem, o objectivo do meu texto não era ter piada, era irritar o tipo de fã como o cavalheiro ou menina Anonymous. Consegui, como tal fico-lhe grata por tal elogio!
um abraço


Sr. Pêndulo
De facto, saudades dos velhos tempos... do Parque Parque... :)

Sofia Bento disse...

E já agora, sr ou menina Anonymous, não faça truncagem de palavras, torna a leitura mais difícil.

Sofia Bento disse...

rectificação:
dizem-me as minhas fontes que é uma menina Pêndulo. Perdão pela assunção :)

caty disse...

menina Sofia... lamento mas desta vez nao concordo com a menina.
sim, também já me fora dito que os Toranja em concerto era assim qualquer coisa de muito mau... mas pronto, eu optei por dar um desconto já que estamos na Queima (não é no parque, mas penso que para os Estudantes nao deixa de ser uma Queima para não esquecer), mas como tava a dizer... uma vez que estamos na Queima e a pagar o bilhete (que a propósito não fazia mal nenhum ser mais barato) resolvi testar por mim mesma o concerto desses senhores.
e tenho a dizer que gostei muito mais do que vi de Toranja do que Jorge Palma. se tivesse ficado até ao fim tenho a impressao de que teria adormecido a meio do concerto...
anyway, nao tou a dizer k ele cantou bem ou mal... apenas nao gostei de jorge palma.
e sim, adorei toranja, nao so pelas musicas, as quais algumas nao conhecia e gostei muito... mas tambem pela presença em palco. a analogia feita com a musica "so eu sei ver" tambem me assustou um pouco a parte do "todos no mesmo quarto", mas depois basta fechar os olhos e sentir a musica cá dentro para perceber o porque dessa analogia. e sim, faz sentido.

desculpe menina Sofia, mas realmente nao podemos andar todos de amarelo...

Ryan disse...

Onde e' que a homossexualidade entra no texto?
Gostos não se discutem, transmitiste-nos a tua opinião sobre o concerto.
E o titulo? Acabaste por encaixa-lo muito bem no texto exposto .
Numa perspectiva observadora e atenta, leva-me a pensar q o titulo de passou de uma mera projecção, q n âmbito da Psicologia de 12º consiste na visão da tua pessoa(problemas pessoais, problemas de amigos, problemas de familiares) ou das que te rodeiam, noutra pessoa ou acontecimento ou algo abstracto.
C este titulo e posterior texto, deixaste bastante explicito a presença obvia da homossexualidade na tua vida, aprendeste a conviver com ela mas ao mesmo tempo sentes-te inconformada. Os meus pêsames ao teu amigo ou ao teu pai, irmão, se bem q eu sou bastante preconceituoso.
O resto do texto explicita o cruzamento da estupidez com a ignorância.
Com esta frase me despeço.
*

Sofia Bento disse...

bem, sr. Ryan, eu não falei em homossexualidade. o que eu disse é que considero que saber cantar as tais músicas é um bocado gay, expressão utilizada hoje em dia que tem uma conotação paternalista, de brincadeira, de quem diz que não é aceitável - o que como rapidamente se infere nada tem a ver com a homossexualidade. é que as palavras, sr Ryan, ganham outros contornos consoante o uso que delas fazem os falantes (se tem conhecimentos ao nível do 12º ano já deveria ter competências para inferir esta conclusão).
Relativamente à sua teoria do 12º ano, meu caro, as teorias de psicologia do 12º ano reúnem a tal psicologia de trazer por casa.
Muito bem! Acabou de conseguir baixar mais um pouco o nível deste mestrado, pelo que lhe ficamos gratos. Apoiar os seus argumentos dando como uma referência a psicologia do 12º ano é brilhante!
Aliás eu faço aqui um apelo a todos os mestrandos e doutorandos que a partir de agora sempre que necessitem de referenciar uma ideia coloquem segundo a filosofia do 12º ou segundo a matemática do 11º ano
Simplesmente genial!

Devo, no entanto, ressalvar que se começou bem, terminou mal.
Se o cavalheiro tem problemas com a opinião dos outros, resolva-os. Mas não me venha aborrecer com isso.
Tanto quanto sei os factos são sagrados, as opiniões são livres
Começa a dizer que gostos não se discutem, mas acaba a discuti-los!
Relativamente aos pêsames tenho de confessar a minha total incompreensão pela frase. As truncagens nas palavras e algumas gralhas também não ajudam.

Por último devo dizer que não estava muito esperançada, mas ao ritmo que isto vai ainda vou tirar uma boa nota neste post!

Ryan disse...

Falei na psicologia de 12º como uma psicologia de cultura geral que deveria estar ao alcance das pessoas mais limitadas. Como nao esta' ao alcance da magia de um concerto Toranja, certamente tb n e' suficientemente inteligente para compreender o conteúdo de certas frases q não sao tao concertas como as q a sua mãe ou professora lhe ensinou.

Sinceramente ,n me apeteceu ler este seu texto ate' ao fim.
Os seus textos sao cansativos, desgastantes, muito pouco objectivos e o facto de demonstrar este elevado grau de ignorância fa-los serem vistos e classificados como Ridículos, fúteis e vulgares.

Faça o favor de me ler como um amigo, e ver estas criticas como construtivas.

Ate' a' vista :)

Sofia Bento disse...

Ora, mas evidentemente que leio o cavalheiro como amigo!

E desde já, deixe-me confessar-lhe que fico até embaraçada ante o tamanho do elogio que me presta:
Sinceramente ,n me apeteceu ler este seu texto ate' ao fim.
Os seus textos sao cansativos, desgastantes


Dá-me a liberdade de resumir estes dois parágrafos como sendo um exemplo de um elevado grau de secura?
Posso citá-lo no meu relatório de Mestrado? Posso? Posso?
O cavalheiro há-de perdoar o meu entusiasmo, mas acho que nunca poderia ter elogio maior: não lhe apetecer ler o meu texto até ao fim!
Vou até permitir-me uma expressão mais corriqueira: wow!

Fico apenas apreensiva com o facto de muitas vezes, nas suas intervenções, atacar as capacidades da minha pessoa, pois que, tal é normalmente sinónimo de falta de argumentação. Acontece muito nas crianças, que não têm capacidade argumentativa e por tal optam por atacar o interlocutor.

Mas vamos esquecer isto, vamos fingir que é apenas uma falsa impressão e deixe-me ficar com a ilusão de que a razão lhe assiste para que eu possa, enfim, poder ter o prazer de dizer que este texto atingiu objectivos para além dos esperados!
Um abraço :)

PS - Se me permitem a expressão, afinal este grupo dá pano para mangas :D
Parece ser um bom tema de tese.

João Alberto Ferreira Mendes (aka Ryan) disse...

A tua frase de Honra e' " o q nao me mata torna-me mais forte" mas tao deslocado da realidade e de uma forma tao explicita e obviamente ridicula, q ate' me faz escrever c um sorriso esboçado .:)

Adivinho-te : cabelo castanho; estudante universitaria; 1,67 metros ; 85 kilos de ancas largas e 42 de soutien; daquelas gordas q pensam q têm bue graça e tão sempre e mandar piadas secas e q dizem caralho e foda-se , e bebem e fumam como os homens,q ate provocam mau-estar entre os amigos; frustrada c a vida, talvez c a nao aceitação do ser corpo; com vergonha de ir ao ginasio com medo do que as outras pessoas q o frequentam possam pensar;

Descrevi-te. Apos estes teus textos tds e' a imagem q tiro de ti. Essa do Wow foi a palavra chave :D



Yo \m/__o__\m/

Hasta.

Rapaz Pendular disse...

Olá sofia!

sinceramente achei este texto decadente e deprimente. por acaso é uma musica dos toranja que me aproxima e me liga da rapariga que amo! por isso sou gay? sei que gostos nao se discutem por isso tu podes nao gostar de toranja como por exemplo eu nao axei especial piada ao teu blog. tbm tenho um blog onde escrevo comedia e tento sempre nao falar do que nao conheço bem. secalhar deves ter um pouco melhor nas tuas atitudes.

e dizes k é gay pk?? por as musicas falarem de amor?? n tens ng que ames?? n tens ng que goste de ti??

tambem gozo com algumas das coisas que tu gostas... mas secalhar deves tentar chegar a piada inteligente e nao a piada deprimente. secalhar se tivesses feito este texto de uma maneira menos basica e banal talvez podesse ter sido melhor aceite por algumas pesssoas

enfim...

de qualquer forma continua...

e se poderes tenta conhecer REALMENTE Toranja...!

fica bem*

secalhar é por isso que nao as sabes interpretar ;)

Pacheco disse...

LOOOOOOOOOOOOOOL claramente um blog gay .
Enxerga-te doente mental

Sofia Bento disse...

Agora mais a sério:
Só se me afigura dizer que é uma pena que os Toranja tenham este tipo de fãs.
Qualquer pessoa que conheça Toranja, minimamente, percebe que o tipo de música e o tipo de voz do vocalista nunca poderiam ter um bom resultado num espaço como a Queima.

Temos fãs dos Toranja que ao perceberem uma opinião contrária à sua sobre um concerto tomam-na como um ataque à banda, significa isto que é muito frágil o gosto pela música dos Toranja, desta gente.

Por incrível que pareça, consegui despertar a ira dos fãs-fanáticos dos Toranja. Estou radiante!
Ah já para não falar dos picos que esta casa deve ter tido por estes dias nas estatísticas!

Os Toranja têm algum potencial, mas com este tipo de fãs, que gostam de uma banda porque ela os aproxima e liga à pessoa que amam, poderá acontecer-lhes o pérfido destino do rápido desaparecimento, porquanto os gostos cegos e fanáticos são também efémeros.
Já para não falar que se acontece algum desaire com a pessoa que se ama, os Toranja ficarão numa posição difícil...

Sr Ryan, acertou muito pouco, mas diga-me o cavalheiro se acredita realmente que alguém, que vem desenvolvendo um discurso como o que tenho vindo a fazer neste post, possa ser uma pessoa que emprega termos de calão como os que parece insinuar?
Mas é natural que publique essa imagem de mim. Repare, as crianças quando não têm argumentos atacam o interlocutor: "és mau"; "és feia"; etc.


Tenho ainda a lamentar os erros ortográficos e de gramática desta gente, assim como a medíocre capacidade de interpretação, tínhamos um problema de analfabetismo em Portugal, agora temos um problema de iliteracia.
Bem como os preconceitos que se inferem do discurso. É uma pena ver gente tão nova com uma mentalidade tão velha.
Esta observação acrescida do tipo do discurso leva-me a terminar aqui as minhas intervenções, dado que é claro que esta casa está ser visitada por pessoas ainda de tenra idade e sem competências para digerir uma opinião, terceira e contrária a sua, a um evento particular.

Por último gostaria de ressalvar que uma das pessoas pertencentes a esta casa e que tem vindo a observar a discussão me disse hoje e passo a citar:

lembra-me de não te voltar a ofender. é que estás a ficar boa nisto

Pelo que a mais eu não podia aspirar!

Resta-me agradecer-vos a oportunidade que me deram para mais este desafio. E espero sinceramente que os outros fãs dos Toranja sejam diferentes.

É verdade que achei o concerto mau, mas, bolas!, eles não são assim tão maus que merecessem este tipo de fãs!

Ryan disse...

LOL q coisa + ridicula e sem sentido!

Anónimo disse...

lolll

Rapaz Pendular disse...

olá sofia!

nao é o facto de as musicas me ligarem a algumas pessoas que faz com que goste delas...! as musicas da banda adequam-se a mim em mts momentos e pela sua beleza podem xegar a ligar-me alguem.

outra coisa falaste ai mt em as pessoas terem uma idade demasiado avançada para ler este post. lembrome k para ai no meu segundo ano descobri a palavra gay e andava com os meus colegas na escola a xamar a toda a gente. e riamonos... pois so a palavra tinha piada! mas entretanto creci! este post nao ta mt diferente dessa minha fase. e sim se o te universo é o que eu tinha no segundo ano talvez o mundo te pareca um lar de terceira idade...! mas nesse caso nao sao as pessoas que têm de mudar... és tu!

ja agora fica a saber que ja aperciei bastantes piadas sobre os toranja, ja me ri com mtas. mas com as piadas inteligentes. xegares aqui e dizeres que quem gosta é gay e tal nao me parece especialmente inteligente.

disseste assim:

"...Temos fãs dos Toranja que ao perceberem uma opinião contrária à sua sobre um concerto tomam-na como um ataque à banda, significa isto que é muito frágil o gosto pela música dos Toranja, desta gente..."

o teu post nao foi um comentario a banda. podes nao ter gostado do concerto... tens todo o direito. e o teu post foi uma tentativa de ter piada.... mas como viste que nao conseguiste agora tentaste torna-lo numa coisa seria! sabes que o titulo para um post da um pouco uma noçao sobre tudo o que vai ser falado e axo que este titulo nao tem nada a ver com uma critica seria e construtiva.

e tambem como ja disse em outro comentario tbm faço piadas e axo que se pode gozar e brincar com tudo pk tudo tem o seu lado para ser gozado. mas realmente tudo isso tem que ser feito com inteligencia...! pensa nisso...

luisgravito

RedScout disse...

sabes que o titulo para um post da um pouco uma noçao sobre tudo o que vai ser falado
Desculpa, mas estás no blog errado...

TRAlves disse...

Haha! Neste blog já fizemos piadas de governos (vários), correntes políticas, religiões, e até do Papa sem problemas.

Agora os Toranja... ui! Lembrem-me de nunca me meter com eles.

Vou queimar as caricaturas do Tiago Bettencourt que tinha feito, tornar-me judeu e ir viver para a Jordânia. É mais seguro lá.

RedScout disse...

Eu confesso que tive medo quando se colocou aqui uma música do José Cid.
Afinal eu tinha era de ter medo dos Toranja... :-)

ryan disse...

Chegou o doente-mór pseudo-comediante numa tentativa falhada de suavizar as palavras da gorda pseudo-escritora de anedotas.
A este blog n falta nada (lol)

caty disse...

amigo, a este blog nao falta nada, creio até mesmo que viviamos felizes nos tempos de outrora. o que segundo a filosofia, me leva a crer que poderá eventualmente, até mesmo quase afirmar, que terá efectivamente coisas a mais.

acredito ainda que não devemos simplesmente chegar a algum lado e metermo-nos com as pessoas sem saber qual o ambiente em que nos tamos a meter.

nos até podemos ser membros da CIA e o Carnivore vai encontrar os vossos registos e daqui por menos de uma semana terá os serviços secretos a baterem-lhe à porta...

RedScout disse...

Tiago, qual de nós é que é o doente-mór pseudo-comediante?

TRAlves disse...

Deves ser tu, RedScout. Eu sou mais pseudo-doente comediante-mór.

Tenho piada, mas sou um bocado hipocondríaco.

RedScout disse...

Que eu não tinha piada já eu sabia. Não sabia era que era doente. Acho que vou já tratar de ir ao médico...