terça-feira, março 07, 2006

O Estado da Arte, às 23h na SIC

Eu não gostava que o meu filho fosse sportinguista. Também não gostava que ele fosse de direita. E muito menos que fosse gay. Mas, mesmo que o meu filho fosse o Paulo Portas, eu iria apoiá-lo!

3 comentários:

h3roi disse...

ao dizeres isso do sportinguista, parece-me k keres ser morto.

Gabriel_MM disse...

Viram o programa? Ele falou dos filmes "oscaralhados", ou "oscarizados", como preferirem, e esqueceu-se de comentar o Brokeback Mountain. Eheheheh
Outra coisa, soube que o Che Guevara, quando andou pela América do Sul, vindo da Argentina a caminho de Cuba, terá passado pelo Brasil. E conta a lenda que se pôs a "urinar ao vento", majestosamente, tendo aí adquirido o nome, quando uma brasileira olha para ele e grita "Che, que vara!".
Claro que ele nem tocou na brasileira assanhada, em vez disso pôs uma flor no cabelo, puxou a boina para trás, mascarou-se de polícia, e disse com voz afemeninada à brasileira, desculpando-se: "Cheguei, tou indo embora. Prefiro Cu...ba". Daí ele ter partido para a ilha de Fidel (agora!). Como uma simples campesina pode mudar o rumo da história, estão a ver? Ah, não se esqueçam da pronúncia brasileira no "Cheguei...", para fazer ainda mais sentido!

TRAlves disse...

Gabriel ao seu melhor nível...