quarta-feira, julho 19, 2006

Alias

Há séries mesmo surpreendentes. Aliás, Alias ("A Vingadora", em português) é uma delas. O Sloane era mau, depois afinal já era bom, depois já não se sabe. A mãe da Sydney afinal também é má. Nem o Vaughn, que afinal não se chama Vaughn, sabemos realmente quem é.
Só há uma coisa que não muda: a Jennifer Garner é boa todos os dias...

7 comentários:

El_Passaron disse...

A Madre Teresa de Calcutá também era boa todos os dias! Coincidências? ;)

TRAlves disse...

Estou com uma sensação de déja vu nesta piada... acho que já me ocorreu o mesmo.

Para quem não percebe como as piadas secas funcionam, cá segue uma breve explicação: as piadas andam por aí. Elas navegam fora das nossas aborrecidas 4 dimensões, no espaço dos comprimentos de ondas cerebrais improváveis. Muitas vezes acontece que duas ou mais pessoas, num dado momento, sintonizem a mesma piada.

RedScout disse...

Na minha televisão ontem sintonizava-se o 24...

TRAlves disse...

Ah!

Desculpem se o meu comentário soou um pouco presunçoso... era para ser MUITO presunçoso.

HeroOfTheDay disse...

Espera lá oh RJT, então e a minha irmã??

TRAlves disse...

Ainda sobre esta temática do Alias.

No Alias deste domingo houve uma cena num combóio entre Lisboa e Coimbra. Quer dizer, a Sidney disse que era... o combóio não era nada parecido com alguma coisa que eu já tenha visto nos nossos carris. Também a paisagem à volta era-me muito estranha. O revisor também tinha um sotaque muito esquisito, já que eu tive que ler as legendas para perceber o que ele estava a dizer.

A Sidney mentiu-me? :(

RJT disse...

A tua irmã às vezes é má. Claro que depois merece tau-tau, pelo que eu não me importo...