segunda-feira, dezembro 19, 2005

Mas está tudo doido?

Centro comercial:
Mãe de família, saco de compras no braço, puto crescidote pela mão, telemóvel na outra:
"- Tenho de sacar isso para a Maria João. Ela pediu-me."

Parque de estacionamento do referido centro comercial:
Um casal, cerca de 40/50 anos, mala do carro aberta, colocam as compras do carrinho na viatura. Ele ri-se e dá um pontapé na mulher, ela dá uma gargalhada e dá-lhe com o pack do papel higiénico em cima.

8 comentários:

Gabriel_MM disse...

Estas cenas ternurentas provocam-me um nojo... blhhherrcc!

TRAlves disse...

Foi uma bela homonatopeia. Talvez a melhor que já tenha visto para manifestar esse belo sentimento que é o nojo.

HeroOfTheDay disse...

Eu por minha vez nunca tinha visto onomatopeia tão mal escrito :P

Sofia Bento disse...

é... foi de homem :D

TRAlves disse...

Bem me parecia... hoje não deveria ter saído de debaixo do calhau.

Vou voltar...

Trombas disse...

Calhau? Ou será pedregulho?

TRAlves disse...

Respondendo à questão da Sra. Sofia:

- Sim, está tudo doido. Hoje, na estrada, vinha toda a gente em sentido copntrário menos eu!

(sim, eu sei que esta piada vem de uma anedota, mas foi a forma mais subtil de dizer à Sra.Sofia que se calhar quem está doida é ela. Como se costuma dizer: "100 lemmings não podem estar errados...")

Sofia Bento disse...

Obrigada, sr. TRAlves. O cavalheiro é exímio nos seus elogios.
A modéstia não me permitiria inserir a minha pessoa no conjunto de loucos e doidos deste mundo, mas já que o cavalheiro coloca a hipótese... quem sou eu para o contradizer?
Ah, felizes os loucos!
Perante um elogio destes fico até sem jeito...